sexta-feira, 21 de maio de 2010

Balmung



A espada chamada Gram ("dor") era a espada lendária de Odin, depois usada por seu filho Sigmund e mais tarde quebrada e reforjada com o nome de Balmung para ser usada pelo herói Siegfried, na saga O Anel dos Nibelungos. (Na versão de Richard Wagner, a espada de Siegfried é chamada Nothung).

Sigmund e Sieglind, filho e filha de Odin, contrariaram a vontade do pai. Sigmund foi banido e Sieglind dada como noiva a Hunding, um bárbaro que levou Sieglind para viver numa rústica no meio da floresta.

No casamento de Sieglind e Hunding, um velho coberto com uma capa negra tirou de dentro de suas roupas uma espada longa e a fincou no carvalho Branstock, no qual a casa de Sieglind havia sido construída e disse: "quem tirar essa espada possuirá a mais dura das espadas"

Os convidados tentaram, em vão, retirar a espada. Ela lá permaneceu até o dia em que Sigmund foi visitar a irmã. Quando Sieglind viu o irmão, ela lhe disse para tirar a espada: “se fizeres isso, serei livre”.

Sem responder, Sigmund puxou a espada, que era nada menos que a espada de Odin, Gram (Dor), forjada pelo ferreiro Wayland ou, segundo outra versão, pelo anão Mimir. Quando Sieglind ouviu isso, ela ofereceu-se a ele. Na noite seguinte, Sieglind e Sigmund escaparam e viveram felizes por quase um ano, até que Sigmund teve de encontrar Hunding, a quem Odin ofereceu sua proteção.

A valquíria Brunhilde ajudou Sigmund, salvando-o duas vezes da morte. Ao ver sua mensageira tomando partido, Odin quebrou a espada de Sigmund em dois pedaços e então Hunding o derrotou facilmente.

Sieglind, grávida, correu a Sigmund que lhe deu a espada para que seu filho Siegfried pudesse vingá-lo no futuro.

Quando Siegfried cresceu, forjou uma nova espada com os pedaços da espada do pai, que recebeu o novo nome de Balmung (ou Nothung), que cortou uma bigorna ao meio assim que ficou pronta. Com Balmung, Siegfried derrotou o dragão Fafnir e resgatou o tesouro dos Nibelungos.

Na mitologia nórdica, Gram é a espada que Siegfried (Sigurd) usou para matar o dragão Fafnir. Foi forjada por Wayland, o ferreiro, e pertencia originalmente ao seu pai, Sigmund, que a recebeu no salão de Volsung, após ser retirada do tronco no qual Odin a cravou, e ninguém mais conseguia retirar. Foi destruída e reforjada. Após ser reforjada partiu a bigorna no meio.

Na Canção dos Nibelungos, ela é chamada Balmung; já no O Anel do Nibelungo ela é chamada Palmunc.

 A Balmung em 3D&T


Tipo de Dano: Corte 

Alcance: Corpo a Corpo (Força)

Peso: 1,5 kg

Raridade: Única

Observação: Preço Incalculável

Bônus Mágico: +2 (+ 5 contra inimigos)



Afiada: 5 e 6 ao invés de só 6 determinam o acerto crítico



Anti-Inimigo: Quando empunhada por um personagem com a vantagem Inimigo, torna-se uma arma +5 (Bônus mágico +2 Anti-inimigo +3= +5) contra esse tipo de criatura.


Minha Classificação sobre Raridade do Item


Muito Comum: Todas ao lojas de artigos mágicos possuem uma.

Comum: Encontrada apenas nas melhores lojas de artigos mágicos.

Incomum: Raramente encontrada em uma loja de artigos mágicos somente com muita sorte(talvez em um tesouro de um dragão adulto).

Muito Incomum: Encontrada apenas em tesouros de dragões ancestrais.

Única: Só encontrada em campanhas especialmete organizadas para isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opinião? De um Plus nessa postagem!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...