quarta-feira, 12 de junho de 2013

A Volta dos Jogos de Tabuleiros


A origem dos jogos de tabuleiro remonta aos primórdios da civilização. Talvez o primeiro jogo de que se tem notícia seja o "Senet", originário do Egito antigo. Acredita-se que era jogado por volta do ano 3.500 a.C. e tinha por objetivo levar o participante a tirar todas as suas peças do tabuleiro, obedecendo a uma mecânica simples.

Desde essa época muita coisa mudou; surgiu o  Xadrez, (talvez o mais popular dos jogos de tabuleiro), que teve sua origem na Índia (século VI d.C), e abriu as portas para esse Hobby, primeiramente na Europa depois em todo o mundo. 

PUERTO RICO >>> O tabuleiro é a ilha de Puerto Rico na fase de colonização e cada jogador tem o seu. Ganha quem montar maior infraestrutura e/ou mandar mais mercadoria para a metrópole

A partir da Revolução Industrial, os jogos de tabuleiro deixaram de ser artesanais e começaram a ser criados e produzidos em larga escala, tornando-os populares e fazendo parte do dia a dia das famílias.
Mas nem os gráficos e a interatividade dos videogames atuais foram suficientes para colocar um fim nos tradicionais jogos de tabuleiro, eles estão de volta com força total, além de conhecidos como Banco Imobiliário, Detetive e War, estão em alta os eurojogos, que unem competições estratégicas em tabuleiros de design caprichado e jogabilidade complexa.

“O que atrai nesse tipo de diversão é que as pessoas interagem muito mais sem a mediação de uma máquina. Os jogadores participam intensamente da estratégia”, diz Vicente Martin Mastrocola, 31 anos, mais conhecido como Vince Vader, professor de Criação Digital da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), em São Paulo, nerd assumido e autor de mais de 30 jogos para celulares, internet e tabuleiros. 


Com muita alegria vejo o retorno dos jogos de tabuleiro, quando eramos crianças tínhamos os famosos ludos, banco imobiliário, war, detetive, jogo da vida, master e outros. Hoje temos acesso aos jogos europeus, que na minha opinião dão um banho nos americanos. 






Os jogos europeus (na grande maioria) são cooperativos e nada violentos comparados aos americanos. Nos eurojogos não há guerras. Os criadores preferem conflitos em torno de desenvolvimento de cidades ou colonização de países. As regras são simples, ninguém é eliminado antes da rodada final e não há combate direto entre os participantes. A vitória vai para quem desenvolve melhor seu pedaço da ilha ou constrói primeiro sua ferrovia.  Na minha opinião os jogos de tabuleiro são ótimos, pois criam interação entre as pessoas, numa era de muitos jogos digitais é importante termos uma interação social (alem disso é comprovado que Crianças com internet vão pior na escola), tanto com os amigos quanto com a família e é  diversão garantida.



DESCOBRIDORES DE CATAN >>> Colonos devem gerar desenvolvimento, construir vilas, portos e estradas com recursos naturais de uma ilha. Ganha quem construir a aldeia mais próspera


 Infelizmente os jogos são muito caros por aqui, impostos malditos!! Mas para nossa alegria a Grow  e a Galápagos, estão trazendo muitos jogos para cá, estão bem cautelosos mas o importante é que estão trazendo. 

Não há nada melhor do que passar uma tarde de domingo, (que já é muito chato e não tem nada interessante na TV), jogando jogos, então VAMOS JOGAR!
.

2 comentários:

  1. Nada como um joguinho em uma sexta à noite. Acompanhado de cerveja e petiscos: Catan, Thurn und Taxis, Jungle Speed... eita nóis... hj tem heheheheh

    ResponderExcluir

Qual a sua opinião? De um Plus nessa postagem!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...