sábado, 7 de novembro de 2009

Veiculos para 3D&T - 2 - Tuning Melhorando a Performance

 O que é Tuning





A tradução aproximada da palavra tuning seria afinação ou optimização. Neste caso, e aplicado aos automóveis, o tuning é a arte de modificar o carro, tornando-o mais performante, mais seguro, mais bonito, diferente do original e único. O tuning é aplicável a praticamente todos os componentes de um carro: jantes, pneus, suspensão, motor, interior, carroçaria, sistema de escape, instalação áudio, etc.

Todos estes componentes podem ser revistos de forma a terem um comportamento superior ou um aspecto que torne um carro "de série" em algo exclusivo e único, que se adapte ao gosto e necessidades do utilizador. As alterações feitas, para além de ter preocupações estéticas, devem acrescentar características ao carro de forma a torná-lo mais performante mas também mais seguro. Com o tuning aplica-se ao automóvel um pouco da personalidade do seu dono.


História do Tuning


A arte de alterar automóveis é já bastante antiga, a sua origem mistura-se com a origem dos automóveis. Foi na década de 1910, praticamente quando se deu o grande aumento do número de automóveis e a sua produção em série, que as primeiras pessoas começaram a alterar os motores dos famosos Ford Modelo T para obter mais potência. Sempre houve e haverá assim, pessoas que não estão contentes com o que o desempenho e aspecto do seu automóvel. Depois da Segunda Guerra Mundial este movimento intensificou-se nos Estados Unidos e na Europa e surgiram as primeiras empresas dedicadas à preparação de carros e motores.

Um movimento que teve grande notoriedade foi o hot rodding. Surgiu na década de 1940, no final da guerra. Os jovens militares Americanos que regressavam ao país e com algum dinheiro, que gozavam alguma liberdade tinham disponíveis carros da década anterior a um preço bastante acessível. A indústria automóvel americana tinha estado dedicada a fornecer o exercito durante alguns anos e não tinha evoluido. Assim esses jovens, inicialmente na Califórnia, começaram a modificar os carros, introduzindo elementos que ainda hoje os caracterizam os hot-rods como o menor peso, maior potência, tejadilhos rebaixados, pneus largos, etc.

O nome Hot-rods provém da combinação de Roadster (rod) e Hot que significa quente. Anos mais tarde deu-se mais relevância ao aspecto e construíram-se alguns carros verdadeiramente virados para o show-off.

Com o tempo algumas empresas foram criadas especificamente para a preparação de carros, nos EUA e Europa, algumas delas criando nomes que ainda hoje são bastante conhecidos. Em meados da decade 80, e com o sucesso do campeonato alemão de Turismos (DTM) onde viaturas de produção competiam dando muito espectáculo, contribuiu de forma decisiva para o desenvolvimento do tuning no continente Europeu.

Os vários trofeus monomarcas e campeonatos criados nos vários países contribuiram também para o desenvolvimento do tuning. Os adeptos de automóveis procuravam peças e componentes usados em competição e que dessem um aspecto parecido esteticamente ao do seu carro preferido de competição, pois algures haveria um BMW, um Mercedes, um Alfa Romeo, um Renault a competir que inspirava os utilizadores dos automóveis normais.

Cada país ou continente desenvolveu um estilo próprio e sub-culturas que se movem em torno de automóveis modificados. O mercado do tuning é hoje em dia um sector que movimenta muito dinheiro. O sucesso dos filmes da saga Fast and Furious contribui também para a divulgação do tuning a um publico onde não chegava antes.

Tuning
(melhorando a performance)
 



O motor é o principal componente de um carro para se fazer tuning. Faz-se tuning no motor com o objectivo de conseguir mais performance do motor para determinada utilização. É realmente uma área onde as possibilidades são grandes. Cada motor é um caso à parte e as capacidades para se aumentar a potência depende de vários factores. Nesta página não conseguimos cobrir todos os aspectos, mas é dado algum foco aos principais. Outros assuntos relacionados com o tuning de motor têm uma secção própria: Chiptuning, admissão de ar, sistema de escape. Antes de se alterar o motor, o utilizador deve estar ciente dos princípios básicos de funcionamento do mesmo.

Turbo(varíável)



O turbo é um compressor movido pelos gases de escape do motor. Um Turbo aumenta a potência de um motor sem aumentar grandemente o seu peso. e é esse o fator fundamental para os tornar tão populares.

Quando os gases de escape saem do motor para os colectores de escape, fazem rodar a turbina, que solidária com o compressor fazem-na girar. Isto faz com que o ar seja comprimido. Assim o volume de ar que entra para o motor aumenta. Quanto mais gases de escape saírem e com mais força, mas rápido girará a compressora e mais ar entra para o motor. Isto permite que seja introduzido também mais combustível e que se aumente assim a potência do motor. Um motor turbo comprimido consegue aumentar a sua potência até cerca de 40% mais do que o motor equivalente sem turbo. São contudo sistemas muito delicados e que exigem alguns cuidados devido às características extremas em que operam. O turbo, ao permitir que entre mais ar para o motor, permite que a combustão seja mais completa.


Intercooler: Um intercooler é uma espécie de radiador ou mais especificamente um permutador de calor. O intercooler posiciona-se entre o turbo e os colectores de admissão. Proporciona uma melhor performance ao mesmo tempo que reduz o consumo de combustível , as emissões dos gases de escape e a carga térmica no motor e aumenta a fiabilidade do motor. A sua função é baixar a temperatura do ar que aumentou bastante depois de o ar ser comprimido pelo turbo.


Wastegate: É uma válvula existente na grande maioria de carros com turbo. Está válvula reage à pressão do turbo e que permite que apenas uma parte dos gases de escape passe pela turbina, de modo a controlar a pressão máxima. Com menos gases a passar na turbina, o compressor roda mais lentamente estabilizando a pressão do turbo. A Wastegate reencaminha os restantes gases para o colector de escape.

Válvulas blow-off: A válvula blow off serve para evitar que a pressão do turbo force alguns componentes. Quando ela não existe e a borboleta do carburador ou a injeção se fecha, o ar produzido pela turbina não tem pra onde ir, força o eixo do carburador ou o corpo da injeção.

Kit Turbo (contêm os seguintes componentes Turbo, intercooler, Wastegate,Válvula blow-off)




Turbo Amador [ 3 ponto]: Aumenta a aceleração em 1 Nível.

turbo Profissional [5 pontos]: Aumenta a aceleração em 2 Níveis.



Compressor Volumétrico(4 Pontos)





Contrariamente aos kits turbo a instalação de compressores volumétricos em carros atmosféricos requer menos material específico. Não é necessário modificar o colector de escape, uma vez que o compressor é arrastado por uma correia. No entanto é preciso ter em atenção à taxa de compressão, as permutas térmicas e muitos outros factores. No seu funcionamento consomem uma certa potência, necessária para o seu próprio funcionamento. Os compressores estão muito divulgados nos EUA, sendo a maior parte das marcas que os fabricam Americanas. Há também veículos equipados de série com compressores, é caso por exemplo do lendário VW Polo G40. Existem vários kits de compressores maioritariamente destinados a veículos japonenes e Americanos.



Compressor Volumétrico [4 pontos]: Aumenta a Aceleração em 2 pontos até 100 km/h, após esta velocidade para calcular a velocidade usa-se a aceleração normal.

Turbo vs. Compressor Volumétrico

Tanto o turbo como o compressor volumétrico permitem que entre mais ar para o motor. A principal diferença entre um turbo e um compressor é que o turbo funciona aproveitando a potência residual dos gases de escape enquanto que os compressores volumétricos funcionam através de uma correia movida pelo motor. Os compressores volumétricos são mais eficientes a baixas rotações. Já os turbos, devido ao tempo de resposta, são mais eficazes a altas rotações. Na teoria, o turbo é mais eficiente porque usa energia desperdiçada, os gases de escape, para o seu funcionamento. O compressor volumétrico usa a mesma energia utilizada pelo alternador e outros componentes do motor. Os compressores volumétricos normalmente são mais caros, mas mais fáceis de instalar.


Nitrous (varíável)
Hoje em dia há várias maneiras de aumentar a potência de uma motor. Uma das que se tornou moda recentemente é a injeção de Oxido Nitroso, também conhecido como gás hilariante.

A composição do N2O é composta por duas partes de Nitrogénio e uma de Oxigénio. Durante o processo de combustão, o Oxido Nitroso divide-se libertando Oxigénio, sendo este o responsável pelo aumento extra de potência.

O Nitrogénio é responsável por controlar a combustão, reduzindo a temperatura de combustão em alguns graus. Estes sistemas são usados durante breves segundos e normalmente são usados em provas de aceleração.

Algumas das vantagens destes sistemas são que a potência extra só é usada a pedido, durante o resto do tempo o motor funciona normalmente.


Nitro (contêm os seguintes componentes, Butijão, válvula reguladora do fluxo, botão de accionamento, electro-válvulas, injectores e filtros ).

Nitrous Amador [3 ponto]: Aumenta a aceleração em +2 por 10 segundos.

Nitrous Profissional [5 pontos]: Aumenta a aceleração em 3 por 10 segundos.

Tanque Extra [2 pontos cada]: Cada tanque extra de NOS aumenta em 10 segundos o tempo de uso do  nitro.


se o mestre estiver usando a Regra alternativa sobre Parciais na Corrida (Veja a seguir) os tanque extras representão a quantidade de vezes que o piloto pode acionar o Nitro em corridas.

Chip tuning (varíavel)



Existe uma faixa de parâmetros que pode ser aproveitada de forma a se tirar mais partido de um motor. Os fabricantes de chips o que fazem é alterar o mapa de modo a optimizar determinados parâmetros de modo obter uma maior potência e mais binário do motor.

Nos carros com turbo, o chip também controla a pressão do turbo e a geometria e conseguem-se ganhos de potência maiores. Com um chip optimizado, consegue-se um aumento ligeiro da velocidade máxima e uma resposta mais rápida do pedal do acelerador.


Alguns dos chips removem o limitador que existe em alguns carros, tal como por exemplo o que limita a 250km/h a velocidade máxima dos carros Alemães (exceto Porsche).

A maior parte dos motores atuais estão preparados para suportar esforços maiores do que os que realmente vão ter numa utilização normal. O chip-tuning pode tirar partido disso.

O consumo sai prejudicado ligeiramente em aceleração e velocidade máxima, mas se for feita uma condução normal, consegue-se normalmente uma redução ligeira no consumo.



Kit Amador [3 ponto]: Funciona como poder oculto mas no máximo se pode aumentar em 1 cada característica.

Kit Profissional [5 pontos]:Funciona como poder oculto mas no máximo se pode aumentar em 3 cada característica.


Regras para corridas: 
 

Corridas em parciais


Agora ja temos potencia suficiente para participar-mos de corridas com nossos veículos, então vou apresentar algumas regras sobre, corridas:

Participando de corridas: Na verdade eu apenas vou fazer uma sugestão sobre como realizar corridas, se o mestre desejar ele pode realizar corridas, volta a volta, curva a curva, segundo a segundo, mas desse jeito as corridas ficam mais fáceis. O mestre também pode dividir a corrida em trechos (3 ou 4 como na formula 1 que separa a corrida em parciais) e realiazar um teste pra cada trecho da corrida, representando os que estiverem com testes melhores na frente em ordem decrescente de resultados(quem recebeu 15 nos resultados primeiro, 14 segundo , 13 terceiro), empatando no resultado quem tem a melhor H tem a preferência.

O Teste



Em regras o mestre soma a F (do veículo)+ Aceleração+ Vantagens Tuning do carro,+ H do piloto e rola um dado. A diferença em pontos no teste representa quantos metros os pilotos estão distantes. Para cada 1 ponto de diferença  2 metros de diferença em metros na estrada. Ex: Diferença 3 pontos 6 metros.

No próximo teste o personagem não só tem que ser melhor no teste mas também superar esta distância em metros para conseguir assumir  ponta.

Obs:
Se o personagem não possui a Especialização em Pilotagem desconte 5 no  resulatado do teste.

Exemplo:

Joãozinho F0 H3 R1 A0 PdF 0 Especialização em Pilotagem tem um Celta  Tunado com F2 H0 R2 A1 PdF0 e Aceleração 1

Tuning: Turbo Amador (3pts), Nitrous Amador (3 pts).

Valor do Teste = 2 (F)+1(A)+3(Turbo)+ 3(H piloto)= 9+1d= 
 Este tese vai ser feito se o Piloto não usar o Nitro na parcial.

Valor do Teste usando o Nitro = 2 (F)+1(A)+3(Turbo)+3(Nitrous)+3(H piloto)= 12+1d= 
 Este tese vai ser feito se o Piloto usar o Nitro na parcial.



Mauricinho F0 H2 R1 A2 PdF 0 Especialização em Pilotagem , tem um Palio Tunado com F2 H0 R1 A1 PdF0 e Aceleração 1

Tuning: Compressor volumétrico (4 pts), Nitrous Amador (3pts) Tanque Extra x1 (2 Pts)

Valor doTeste = 2 (F)+1(A)+4(Compressor Volumétrico)+2(H piloto)= 9+1d6

Valor do Teste usando o Nitro = 2 (F)+1(A)+4(Compressor Volumétrico)+3(Nitrous)+2(H piloto)= 12+1d6

1ª Parcial da Corrida

Os dois resolvem fazer uma corrida de arrancada, e rolam os dados, Joãozinho rola o dado e tira 3+9= 12, Mauricinho  resolve usar o Nitro logo no começo da corrida e rola o dado e tira 5 +12=17, nesta parcial da corrida o Mauricinho levou a melhor e esta 10 metros na frente do Joãozinho.

2ª Parcial da Corrida

Na próxima parcial Joãozinho resolve sotar o seu Nitro e tira 4+12= 16, Mauricinho resolve guardar o seu nitro para mais tarde e tira 4+9=13.

Mesmo assim Joãozinho não conseguiu ultrapassar Mauricinho nesta parcial da corrida mas diminuiu a distancia entre eles em 6 metros, ou seja Mauricinho esta somente 4 metros na frente de Joãozinho agora.



Nas próxima postagem sobre Veículos iremos postar mais algumas opções de Tuning para melhoramento de desempenho e segurança dos veículos.

Outras Partes da Guia de Veículos:

Regras Básicas

Você pode fazer o Downloada da Ficha de persoanagem para veículos feita no excel aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opinião? De um Plus nessa postagem!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...